logo-ge

Estudante de Medicina poderá quitar empréstimo do Fies trabalhando em área prioritária depois de formado

Médicos poderão trabalhar em um dos 2,2 mil municípios selecionados pelo Ministério da Saúde

Desde 2010, os estudantes de Medicina que contrataram o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) podem quitar a dívida do financiamento com trabalhando na rede pública de ensino básico ou de saúde – sendo descontado 1% da dívida do profissional a cada mês de trabalho. A novidade, é que o Ministério da Saúde definiu os municípios considerados prioritários para isso.

De acordo com a medida, publicada na última sexta-feira (26) no Diário Oficial, o profissional poderá escolher um dos 2.219 selecionados, estão contempladas cidades nos 26 estados da Federação. Para definir a lista dos municípios, o ministério considerou como indicadores a presença de população em extrema pobreza e aquela residente na área rural.

O Ministério também indicou as 19 especialidades médicas que podem ser escolhidas pelos profissionais – anestesiologia, cancerologia, cancerologia cirúrgica, cancerologia clínica, cancerologia pediátrica, cirurgia geral, clínica médica, geriatria, ginecologia e obstetrícia, medicina de família e comunidade, medicina intensiva, medicina preventiva e social, neurocirurgia, neurologia, ortopedia e traumatologia, patologia, pediatria, psiquiatria e radioterapia – e as quatro áreas de atuação prioritárias para o Programa Saúde da Família – cirurgia do trauma, medicina de urgência, neonatologia e psiquiatria da infância e da adolescência.

Para se candidatar à vaga, o médico deve cumprir uma série de exigências, entre elas, estar inscrito no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (Scnes) e informar ao ministério, em formulário digital, o início, o término e as eventuais interrupções do trabalho no município priorizado.

Mas para contratar médicos, as prefeituras precisam ter constituídas equipes do Saúde da Família e se enquadrar em critérios como atender populações ribeirinhas, quilombolas, indígenas, de assentamentos.

Pela regra, o pagamento das prestações do Fies com trabalho ocorre após o primeiro ano de atividade do médico em equipes do Saúde da Família. O profissional tem direito de abater 1% da dívida a cada mês de atividade. Pelos cálculos do Ministério da Saúde, a quitação ocorre com 100 meses de trabalho, cerca de 8,4 anos.

LEIA TAMBÉM

– Notícias sobre o Fies

– Notícias de vestibular e Enem

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s