logo-ge

Gosto de Português, mas não quero fazer Letras

Orientador profissional esclarece

É comum ter como ponto de partida o interesse e o desempenho em disciplinas do ensino médio para a escolha de uma profissão. No entanto, este não deve ser a única referência na escolha.

Uma das principais formas que as pessoas utilizam para identificar seus interesses profissionais é enxergar a faculdade como uma extensão dos estudos realizados até o ensino médio. Em outras palavras, identificam as disciplinas que mais gostam e procuram cursos que supostamente deem continuidade a elas.

Há, no entanto, que considerar algumas questões: tais disciplinas têm caráter relativamente diferente quando desenvolvidas no nível superior, bem como as sínteses que se busca nem sempre satisfaz quem realiza tal caminho na escolha. Observe esta analogia: muitas vezes gostamos muito de certos ingredientes (morango e leite, por exemplo), mas ao provarmos um produto que os integra (yogurte) podemos não gostar (achá-lo enjoativo, por exemplo). Também pode ocorrer que gostemos muito de certos aspectos de uma determinada disciplina (geometria e trigonometria, por exemplo) e ao chegarmos à faculdade nos deparemos com outras que nos desagradem (cálculo diferencial e integral, no caso da matemática).

A princípio, profissões que utilizam mais fortemente a língua portuguesa em sua forma escrita ou oral poderiam ser indicadas: jornalismo, estudos literários, tradução e interpretação, linguística, educomunicação, gestão da informação. Mas perceba que muitas outras profissões também se ocupam da linguagem como importante meio de realização, como artes cênicas, regência de aulas em várias disciplinas, história, direito, produção editorial, ciências sociais, filosofia, e a lista continuaria cada vez mais extensa.

Portanto, dois fatores são importantes quanto a esta discussão. Primeiramente, procure pesquisar bem as grades curriculares dos cursos pelos quais você se interessar (veja os conteúdos programáticos, tente conversar com alunos e professores de tais cursos). Por outro lado, amplie a identificação de seus interesses: há muitos outros elementos envolvidos em sua escolha, tais como o ambiente de trabalho em que você gostaria de atuar, o objeto de trabalho (o tipo de problema sobre o qual você se debruçará), o ritmo e os horários de trabalho, a realização de valores pessoais, entre outros elementos.

Leia mais:
– Saiba mais sobre o curso de Letras
– Como faço para lecionar Português para estrangeiros?
– TESTE: Gosto de matérias de humanas. Que curso devo fazer?
– TESTE: Gosto de escrever – que curso devo fazer?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s