logo-ge

Quero Relações Internacionais, mas nunca saí do país. Isso é prejudicial?

Orientador profissional esclarece

Esta não é uma condição que lhe impeça de cursar esta formação, nem a impedirá de se desenvolver na carreira. O curso oferece conteúdos e o desenvolvimento de métodos de pesquisa suficientes para a compreensão de outras culturas.

Conhecer outros países para o desenvolvimento da profissão pode ser relevante desde que de forma bem orientada (o que não costuma ser o foco de viagens turísticas, por exemplo).

Considere que a realização de estágios, o empenho nos estudos e a realização de viagens bem direcionadas durante a graduação ou mesmo um período de intercâmbio podem qualificar melhor este profissional.

Uma questão com que você deve se ocupar de forma mais central é o desenvolvimento do domínio de outras línguas, pelo menos o inglês, uma das línguas que se exigirá proficiência para completar a graduação.

Leia mais:
– Conheça a carreira e o curso de Relações Internacionais
– TESTE: Relações Internacionais é o curso que eu quero?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s